CartaExpressa

Rejeitado pelo PTB, Weintraub disputará as eleições por partido nanico que apoiou Haddad

Deixado de lado pelas siglas bolsonaristas, o ex-ministro da Educação diz ter escolhido “partido conservador”

O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

Rejeitado por partidos como o PTB, por suas críticas ao governo Bolsonaro, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub escolheu uma pequena legenda para concorrer ao governo paulista: o Brasil 35, antigo Partido da Mulher Brasileira.

A sigla, que apoiou Haddad em 2018, também foi casa do ex-candidato à Presidência Cabo Daciolo. 

Apesar da aliança petista em 2018, Weintraub afirma que a legenda é “conservadora”. 

A mudança de posicionamento da sigla foi recente, parte de uma estratégia para atrair o presidente Jair Bolsonaro, que acabou se filiando ao PL.

Nas redes sociais do Brasil 35 ainda há postagens em apoio ao Haddad e críticas ao presidente Bolsonaro, bem como a defesa de pautas progressistas. 

A posição do ex-ministro não agrada o presidente, já que Weintraub deve rivalizar com o candidato escolhido por Bolsonaro para o governo de São Paulo, o ministro Tarcísio Freitas. 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo