Economia

Prévia da inflação desacelera em abril e fecha o mês em 0,57%

Em 12 meses, o acusado do índice é de 4,16%, menor do que o período anterior

Apoie Siga-nos no

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial do País, desacelerou entre março e abril, ficando em 0,57%, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira 26. No mês anterior, a prévia da taxa oficial havia registrado 0,69%. 

O resultado divulgado nesta quarta-feira é abaixo do esperado pelo mercado financeiro, que havia previsto a taxa em 0,61% em abril. 

No acumulado de 12 meses, o IPCA-15 ficou em 4,16%. O valor é menor do que o registrado nos 12 meses anteriores, terminando o ciclo em março, quando registrou aumento de 5,36%. 

A maior variação da taxa foi do grupo dos Transportes, com alta de 1,44%. O resultado ainda está atrelado ao aumento dos preços dos combustíveis, após a renegação dos impostos federais a partir de março.

Na sequência, vieram os grupos Saúde e cuidados pessoais (1,04%) e Habitação (0,48%). Já Alimentação e bebidas (0,04%) desacelerou frente a março (0,20%). Os demais grupos ficaram entre o 0,06% de Comunicação e o 0,39% de Vestuário.

Apesar da desaceleração, economistas preveem uma retomada do aumento da inflação no segundo semestre do ano. Segundo boletim Focus, divulgado nesta semana, a expectativa da inflação para o ano é de 6,04%, acima da meta estipulada pelo Banco Central.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo