Política

Ex-ministro de Bolsonaro reconhece que não comunicou a Receita Federal sobre joias

Bento Albuquerque depôs à Polícia Federal sobre o caso que envolve o ex-presidente

O ex-ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Foto: Alan Santos/PR
Apoie Siga-nos no

O ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque reconheceu à Polícia Federal que não informou aos fiscais da Receita Federal do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, que portava um estojo de joias dadas pelo governo da Arábia Saudita. A informação é do jornal O Globo.

No depoimento, o militar disse ainda que só abriu a encomenda no dia seguinte, já no Ministério. Em 2021, Albuquerquer foi ao país árabe representar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Na volta, o assessor do ex-ministro, Marcos André dos Santos Soeiro, que portava outro pacote com ‘presentes’ para a família do ex-capitão, foi flagrado e teve os objetos detidos.

À PF, como repercutiu CartaCapital, Soeiro admitiu precisou pagar por excesso de bagagem para trazer ao Brasil os volumes.

Bolsonaro e seu ajudante de ordens, o tenente-coronel Mauro Cid, foram intimados a prestar depoimento no âmbito da investigação. As oitivas ocorrerão na próxima quarta-feira 5, em Brasília.

Até o momento, dos três kits de joias descobertos, o ex-presidente devolveu dois. O Tribunal de Contas da União estabeleceu um prazo para a defesa de Bolsonaro entregar um terceiro lote.

O ex-capitão, que ficou nos Estados Unidos por quase três meses, voltou ao Brasil na última quinta-feira 30. No embarque para Brasília, Bolsonaro minimizou o caso.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.