Política

Em meio a especulações sobre a Petrobras, Lula se reúne com petroleiros em Brasília

O encontro está previsto para a manhã deste sábado, na Granja do Torto, a casa de campo oficial da Presidência da República

Brasília, DF 26/03/2024 Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado dos ministros de Indústria e Comércio, vice-presidente Geraldo Alckmin, da Casa Civil, Rui Costa e da Fazenda, Fernando Haddad, participa de cerimônia de Assinatura de Atos relacionados ao Programa MOVER e Debêntures de Infraestrutura Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) deve se reunir neste sábado 6, em Brasília, com representantes da sociedade civil, movimentos sociais e integrantes da Federação Única dos Petroleiros. O encontro está previsto para acontecer na Granja do Torto, a casa de campo oficial da Presidência da República.

A agenda foi confirmada a CartaCapital por assessores do governo. O encontro, previsto para as 9h, terá os mesmos moldes de confraternizações realizadas recentemente pelo petista com líderes da Câmara e do Senado e representantes do setor de fruticultura.

Espera-se que na reunião os participantes compartilhem suas percepções sobre o desempenho da gestão petista. Também devem participar do encontro representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra e da Força Sindical.

happy hour acontecerá em meio a uma avalanche de notícias sobre o comando da Petrobras. O tumulto tem como pano de fundo a queda de braço entre o presidente da petroleira, Jean Paul Prates (PT), e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD).

A tensão escalou a partir da decisão da Petrobras de adiar a distribuição de dividendos extraordinários aos acionistas, o que intensificou o processo de fritura política de Prates. O fogo amigo também advém do ministro Rui Costa (PT), da Casa Civil, que não tem escondido a irritação com o correligionário.

Enquanto isso, os rumores sobre um possível substituto de Prates se tornaram o assunto principal nas rodas de conversas em Brasília.

Em nota divulgada na quinta-feira, a FUP chamou de “espancamento público” a ofensiva contra o presidente da Petrobras. Apesar de reagirem à pressão sobre Prates, porém, os petroleiros reforçaram que uma eventual troca na chefia cabe unicamente a Lula.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo