CartaExpressa

Após acumular derrotas, Deltan chama o STF de ‘casa da mãe Joana’ e ataca Lewandowski

O ex-procurador-chefe da Lava Jato também afirmou que ‘a operação abafa ainda está viva e forte’ na Corte

O procurador Deltan Dallagnol. Foto: Heuler Andrey/AFP
O procurador Deltan Dallagnol. Foto: Heuler Andrey/AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-procurador Deltan Dallagnol usou as redes sociais nesta sexta-feira 4 para atacar o Supremo Tribunal Federal e, em especial, o ministro Ricardo Lewandowski. Nesta semana, o magistrado suspendeu a última ação penal ativa contra o ex-presidente Lula.

Dallagnol escreveu que o STF “virou a casa da mãe Joana” e que Lewandowski “faz o que quer em favor de Lula”. Também afirmou que “a operação abafa ainda está viva e forte no STF, com a mudança de regras no tapetão para anular processos e condenações, favorecendo corruptos e promovendo a impunidade”.

Ao atacar a divulgação de mensagens trocadas por procuradores no Telegram, o ex-chefe da Lava Jato ainda alegou que parte do Supremo “trocou a lei e as provas pelo vazajatismo”.

Além de acumular derrotas no STF, como a anulação de condenações de Lula e o reconhecimento da suspeição de seu aliado Sergio Moro (Podemos), Dallagnol se vê pressionado por julgamentos iminentes.

O Superior Tribunal de Justiça deve analisar na semana que vem a ação em que Lula pede 1 milhão de reais por danos morais cometidos por Dallagnol no episódio do PowerPoint, em 2016. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta sexta 4.

A defesa de Lula argumenta que, sob o pretexto de informar a apresentação de denúncia, Dallagnol praticou abuso de autoridade.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.