Caçada ao ‘serial killer’ de Brasília chega ao 9º dia e Força Nacional entra em cena

Vinte agentes serão enviados para apertar ainda mais o cerco a Lázaro Barbosa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sociedade

A Força Nacional de Segurança deve encaminhar mais 20 agentes para compor a força tarefa que busca há 9 dias por Lázaro Barbosa, o ‘serial killer’ de Brasília. A ajuda foi oferecida por telefone pelo ministro da Justiça, Anderson Torres, ao secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda. A informação é do jornal Metrópoles.

O foco das buscas se deslocou do povoado de Edilândia para um região próxima, na BR-070, onde Lázaro teria sido avistado na noite de quarta-feira. A região que agora concentra as buscas é próxima ao local onde o pai de Lázaro mora.

Entenda o caso

Lázaro é o principal suspeito de assassinar brutalmente quatro pessoas de uma mesma família no Distrito Federal na quarta-feira 9. Após os crimes, fugiu para Goiás, onde vem sendo procurado.

No caminho de DF à Goiás, o ‘serial killer’ de Brasília, como está sendo chamado, cometeu vários crimes e atos violentos. Em 9 dias de fuga, ele já invadiu dezenas de propriedades, manteve diversos reféns, atirou em três caseiros, roubou e incendiou veículos, trocou tiros com a polícia e com fazendeiros e baleou um agente na cabeça.

Nas buscas ao criminoso estão envolvidos centenas de policiais de diversas forças de segurança estaduais e federais. Cães farejadores, três helicópteros e drones também estão sendo usados.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem