Justiça

Moraes nega pedido da OAB para julgar réus do 8 de Janeiro em sessão presencial

Segundo o ministro do STF, o plenário virtual ‘garante integralmente a ampla defesa e o contraditório’

O ministro Alexandre de Moraes. Foto: Sergio Lima/AFP
Apoie Siga-nos no

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou um pedido da Ordem dos Advogados do Brasil para que o julgamento das ações penais relacionadas aos atos golpistas de 8 de Janeiro ocorresse no plenário físico da Corte.

No despacho, o magistrado disse não ver razões para acolher a solicitação e sustentou que o julgamento no plenário virtual “garante integralmente a ampla defesa e o contraditório, em absoluto respeito ao devido processo legal”.

A análise dos casos no plenário virtual foi solicitada à presidência do Supremo por Moraes, relator dos processos. A OAB, então, pediu que a decisão fosse reconsiderada, sob o argumento de que o julgamento presencial confere “o maior prestígio possível aos postulados do contraditório e da ampla defesa”.

No plenário virtual, os ministros apenas publicam os seus votos no sistema digital, sem a necessidade de uma sessão presencial.

O julgamento de mais seis réus acusados de envolvimento no quebra-quebra bolsonarista acontecerá entre 26 de setembro e 2 de outubro.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo