CartaExpressa,Política

Em meio ao escândalo das offshores, Guedes vai à igreja em Brasília

Em meio ao escândalo das offshores, Guedes vai à igreja em Brasília

Ministro participará de um evento em que falará aos evangélicos sobre ‘desafios’ e ‘conquistas’ na economia brasileira

O ministro Paulo Guedes

O ministro Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, irá nesta terça-feira 5 à igreja Batista de Brasília para participar de um simpósio cristão em que falará sobre ‘desafios’ e ‘conquistas’ da economia brasileira.

O evento consta na agenda oficial e está programado para às 15h20. Conforme o registro, o simpósio evangélico será fechado, não terá a participação da imprensa, nem terá transmissão ao vivo.

Na agenda oficial constam ainda uma reunião com o Conselho Nacional de Política Energética, um encontro com o senador Nelsinho Trad, líder PSD, e uma reunião com o deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), quando irá receber também executivos do alto escalão da Toyota do Brasil, incluindo o próprio presidente da empresa, Rafael Chang.

Até o momento, Guedes não veio a público tratar oficialmente das offshores que mantém em paraíso fiscal, conforme revelado pelo Pandora Papers. Os investimentos do ministro no exterior somariam 9,5 milhões de dólares, equivalente a 23 milhões de reais na época do aporte e 51 milhões de reais com a atual cotação da moeda.

A offshore de Guedes está declarada na Receita Federal, não é, em si, ilegal, mas revela possíveis conflitos de interesse pelo cargo em que ocupa. Como ministro da Economia, Guedes pode tomar decisões que influenciam diretamente nos seus ganhos. As possíveis irregularidades são alvo de apuração inicial na Procuradoria-Geral da República, no Senado Federal, onde Guedes foi convidado a falar. Membros da oposição também protocolaram pedidos de investigação no Supremo Tribunal Federal, no Ministério Público e articulam a abertura de uma comissão de inquérito para apurar o caso.

Além de Guedes, o simpósio evangélico também contará com a presença de ao menos outros dois: Onyx Lorenzoni, do Trabalho e Previdência; e Milton Ribeiro, da Educação.

No site do evento, que não traz uma programação completa, o simpósio cristão é definido como uma maneira de ‘fortalecer a identidade cristã diante da polarização ideológica’.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem