…

Israelenses chegam com radares e equipamento de localização de celular

Sociedade

Mais de 130 soldados e oficiais das Forças de Defesa de Israel (FDI) desembarcam nas próximas horas no Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte, de onde seguirão para as proximidades de Brumadinho (MG). Em nota divulgada neste domingo 27, o Exército israelense afirmou que o principal objetivo da delegação é localizar e resgatar pessoas desaparecidas na região, onde o número de mortos soterrados pela lama já chega a 37.

O grupo liderado pelo coronel Golan Vach, da Unidade Nacional de Busca e Resgate no Comando de Frente Interno de Israel, inclui engenheiros especialistas, médicos, equipes de busca e resgate, bombeiros, soldados da unidade de missões submarinas da Marinha Israelense (YALTAM 707), representantes do Ministério das Relações Exteriores e o Embaixador de Israel no Brasil, Yossi Sheli. A delegação desembarca em Minas por volta das 22h.

O envio da equipe com equipamentos avançados de localização de celulares, radares submarinos e aviões foi confirmado pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Veja o que o político publicou em seu Twitter.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, coronel Edgard Estevo, destacou que os militares vindos de Israel atuarão junto com os Bombeiros que estão mobilizados desde o rompimento da barragem. “Vamos dividir a área atingida para somar forças, unindo as que já estão atuando atualmente, com essas que estão chegando. Será um trabalho totalmente integrado”, pontuou. Informações sobre as condições do terreno, além de números atualizados sobre resgates, desaparecidos e mortos foram repassadas aos israelenses.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Editor-executivo do site CartaCapital.com.br

Compartilhar postagem