Política

Agressões físicas a jornalistas cresceram quase 40% em 2022, aponta relatório

No ambiente virtual, os profissionais da imprensa receberam 3,6 mil ataques por dia no ano passado

Foto: iStock
Apoie Siga-nos no

O número de agressões físicas a jornalistas cresceu 38,24% no Brasil em 2022, aponta um relatório da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão divulgado nesta quarta-feira 10. Houve 47 casos com 74 vítimas de agressões como socos, chutes e empurrões.

Ao todo, o monitoramento registrou 137 casos de violência a envolverem ao menos 212 profissionais e veículos de comunicação no ano passado. 

Os demais ataques estão ligados a ofensas, intimidações e ameaças, além de registros de vandalismo e importunação sexual.

Segundo o relatório, o aumento teve forte influência da violência eleitoral em 2022. 

“Os ataques em várias cidades brasileiras ocorreram, em sua maioria, nos dias seguintes ao segundo turno da eleição presidencial, durante a cobertura dos protestos contra o resultado do pleito, em defesa de um golpe militar, e durante a desmobilização de acampamentos em frente aos quartéis do Exército”, aponta o documento.

No ambiente virtual, a Abert ainda registra que jornalistas foram alvos de 3,6 mil ataques por dia em 2022  150,7 por hora ou 2,51 por minuto. 

Os dados foram coletados pela Abert com a empresa de análise de dados Bites, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura e com o apoio da Associação Nacional de Editores de Revistas, da Associação Nacional de Jornais e do Instituto Palavra Aberta.

Leia o relatório completo:

abert_relatorio_anual_2022_com_casos_v05

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo