Política

PoderData: no 2º turno, Lula tem o maior potencial de votos e Bolsonaro a maior rejeição

No índice de convicção entre os eleitores, os dois candidatos estão empatados com 45%

Lula e Jair Bolsonaro. Fotos: Ricardo Stuckert e Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

A primeira pesquisa PoderData deste segundo turno mostra que o ex-presidente Lula (PT) tem o maior potencial de crescimento de votos neste momento. De acordo com a pesquisa, divulgada nesta sexta-feira 7, o petista tem 10% de indicações de ‘poderia votar’ por parte dos eleitores entrevistados. Neste quesito, Jair Bolsonaro (PL) reúne apenas 6% neste momento.

O levantamento mostra ainda que o percentual pode ser a chave para Lula ampliar sua vantagem. Isso porque, nesta sexta-feira, ele e Bolsonaro estão empatados no índice de convicção de seus eleitores. Os dois têm 45% de eleitores que apontam a opção ‘é o único em que votaria’ ao serem questionados sobre este segundo turno.

A pesquisa ainda desmembrou a localização destes eleitores em potencial. Segundo o levantamento, há espaço para crescimento de Lula no Centro-Oeste, onde 15% dos eleitores dizem que poderiam votar nele. Em números absolutos de votos, no entanto, o maior potencial de Lula está no Sudeste, onde o petista poderia avançar sobre 6 milhões de eleitores, segundo a pesquisa.

Bolsonaro, por sua vez, tem o seu melhor potencial de avançar no Nordeste, região em que 10% apontam possibilidade de escolha pelo ex-capitão. Vale dizer, no entanto, que o potencial de Bolsonaro na região, apesar de ser o seu maior índice, não supera o de Lula, que marca 13% de indicações ‘poderia votar’ entre os nordestinos.

Ainda nos resultados por camadas sociais, a pesquisa mostra que 13% das mulheres que ainda não estão convictas do seu voto, tendem a votar no petista. Para Bolsonaro, o índice é de 6%. A pesquisa PoderData traz ainda bons potenciais de voto em Lula nas três faixas de renda e entre os eleitores com idade entre 45 e 59 anos. Veja a íntegra dos números:

Outro ponto da pesquisa que reforça a vantagem do petista é a rejeição. Nesta sexta, Bolsonaro atingiu 46% de rejeição à sua candidatura. Lula. por sua vez, tem 41% de indicações de ‘não voto de jeito nenhum’ entre os eleitores entrevistados pela PoderData neste levantamento.

A pesquisa foi contratada pelo site Poder360 em parceria editorial com a TV Cultura e tem margem de erro de 1,8 ponto percentual, além de um nível de confiança de 95%. Para os resultados, foram realizadas 3.500 entrevistas entre os dias 3 e 5 de outubro. Os dados foram coletados por telefone nas 27 unidades federativas e estão registrados no Tribunal Superior Eleitoral como BR-08253/2022.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo