PGR denuncia o governador do Amazonas por crimes na pandemia

Wilson Lima (PSC) é acusado de comandar organização criminosa que teria praticado fraude em licitação e peculato

O governador do Amazonas, Wilson Lima. Foto: Governo do Amazonas

O governador do Amazonas, Wilson Lima. Foto: Governo do Amazonas

Justiça,Política

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República ao Superior Tribunal de Justiça, nesta segunda-feira 26.

 

 

Outros 17 nomes foram incluídos na denúncia, como o vice-governador, Carlos Almeida (PTB), o secretário estadual da Casa Civil, Flávio Antony Filho, e o ex-secretário estadual de Saúde Rodrigo Tobias.

A investigação, iniciada no ano passado, apura se houve crime na compra de 28 respiradores de uma loja de vinhos.

A denúncia acusa o governador de exercer o comando de uma organização criminosa que teria praticado a dispensa indevida de licitação, fraude à licitação e peculato. O prejuízo aos cofres públicos teria somado quase 2,2 milhões de reais.

A PGR reporta documentos, depoimentos e trocas de mensagem entre os investigados. O órgão pede a condenação dos denunciados, a perda do cargo pelos servidores públicos e o pagamento de indenização no valor do prejuízo.

Uma segunda denúncia tem como alvos Wilson Lima e três servidores, com acusação de peculato em proveito de duas empresas e seus sócios, devido a fretamento indevido de aeronave para o transporte de respiradores. A PGR pede a devolução de mais de 191,8 mil reais aplicados no procedimento.

Procurado por CartaCapital, o governo do Amazonas ainda não se manifestou.

 

Vice rebate

Em contrapartida, o vice-governador Carlos Almeida afirmou, em nota pública na quinta-feira 29, que a Polícia Federal não havia encontrado indícios de sua participação no esquema. Almeida rompeu com o governador em maio de 2020.

“Me recuso a fazer parte de uma quadrilha que só faz prejudicar o povo amazonense e o Brasil.”, escreveu. “O Amazonas vive um caos que nos coloca nas páginas dos noticiários internacionais. Tal desastre só ocorre pela notória falta de compromisso, conhecimento e espírito público. O cenário responsável pela morte e sofrimento de milhares de amazonenses, só foi possível pelo escandaloso despreparo e conluio do governador.”

 

*Reportagem atualizada no dia 29 de abril, 11h50, com a nota do vice-governador

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem