Justiça

PF intima Wajngarten em inquérito que apura se Bolsonaro importunou baleia em São Paulo

O ex-presidente teria perturbado o animal em São Sebastião com uma moto aquática

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

A Polícia Federal intimou Fábio Wajngarten, ex-ministro das Comunicações, a prestar esclarecimentos no inquérito que apura suposto crime cometido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) durante um passeio de jet-ski.

Em junho de 2023, Bolsonaro teria perturbado uma baleia jubarte ao se aproximar indevidamente do animal com o veículo aquático em uma praia de São Sebastião, litoral norte de São Paulo. O local é conhecido como berçário da espécie, seriamente ameaçada de extinção.

Em vídeos que circulam na internet é possível ver o momento em que o ex-capitão se aproxima do animal com o motor do veículo ligado.

Reprodução: Redes sociaisO ex-ministro foi intimado porque viajava com Bolsonaro na ocasião. O interrogatório está agendado para 7 de fevereiro.

Nas redes sociais, Wajngarten, que também é advogado pessoal de Bolsonaro, alegou haver perseguição política.

O crime de molestamento de cetáceos consta da legislação brasileira e prevê pena de dois a cinco anos de reclusão.

O dispositivo estipula uma distância mínima para aproximação intencional das baleias, um procedimento oferecido por serviços de passeios e fiscalizado pelo Estado.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.