OAB divulga nota de repúdio às ameaças de Bolsonaro: ‘Delituosa afronta aos Poderes’

Segundo a entidade, os ataques do presidente ao regime democrático são 'inadmissíveis'

O presidente Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP

O presidente Jair Bolsonaro. Foto: Evaristo Sá/AFP

Política

A Ordem dos Advogados do Brasil divulgou nesta sexta-feira 9 uma nota de repúdio aos mais recentes ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral brasileiro. A entidade considera as declarações “inaceitáveis”.

 

 

Nesta manhã, Bolsonaro ofendeu diretamente o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luis Roberto Barroso, a quem chamou de “idiota” e “imbecil”. Também voltou a dizer que “corremos o risco de não ter eleição no ano que vem”, caso o Congresso Nacional não aprove a chamada PEC do Voto Impresso.

“Daí vêm os institutos de pesquisas, fraudados também, botando ali o nove dedos lá em cima. Para quê? Para ser confirmado o voto fraudado no TSE”, disse Bolsonaro. “Já está certo quem vai ser presidente no ano que vem. A gente vai deixar entregar isso?”.

O presidente da República também voltou a insinuar, sem apresentar qualquer prova, que teria havido fraude na eleição ao Planalto em 2014, na qual Dilma Rousseff venceu Aécio Neves. O próprio tucano, porém, rejeitou as alegações de Bolsonaro.

Em reação, a OAB afirmou que o sistema eleitoral eletrônico brasileiro “funciona há décadas, se aprimorando ao longo do tempo, sendo auditado por todos os partidos políticos, Ministério Público e entidades da sociedade civil”.

A Ordem declarou também que, “desde a implantação da urna eletrônica, nenhum episódio de fraude restou comprovado”.

Assim, acrescenta a OAB, “é inadmissível que um homem público que jurou respeitar a Constituição e leis ataque ministros da Suprema Corta e desfira ameaças ao regime democrático caso não haja o retorno do voto impresso”.

“A delituosa declaração afronta os demais Poderes, o Estado Democrático de Direito e, principalmente, desrespeita o povo brasileiro”, completou a Ordem.

Pelas redes sociais, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, prestou solidariedade a Barroso. “A advocacia compreende a importante missão que o Poder Judiciário executa nesse delicado momento histórico. Nossa solidariedade ao presidente do TSE, Luis Roberto Barroso. Siga firme como sempre, ministro, estamos ao seu lado na defesa intransigente da democracia e do Brasil”, escreveu.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem