Mundo

Meio ambiente, futebol e retomada das relações são temas da primeira agenda bilateral de Lula no Japão

Ao final do encontro, o primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, convidou Lula para visitar o país

Lula e o primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese. Foto: Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) cumpriu, nesta sexta-feira 19, a primeira das 9 reuniões bilaterais confirmadas no Japão durante sua passagem pelo País para a cúpula ampliada do G7. O brasileiro teve um encontro reservado, de cerca de meia hora, com o primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese.

Em nota, o Palácio do Planalto informou que a pauta principal do encontro – que ocorreu sem a participação da imprensa – foi o meio ambiente.

“O presidente deixou claro que uma de suas prioridades é reforçar a proteção do meio ambiente e da biodiversidade. E mencionou os investimentos australianos na produção de hidrogênio verde no estado do Ceará que, segundo ele, complementam a matriz energética brasileira, que ‘já é bastante limpa’”, diz o Planalto em nota.

A retomada das obras de infraestrutura e os projetos para o crescimento econômico brasileiro, diz o informativo, também foram citados pelo brasileiro. O australiano, por sua vez, “ressaltou a importância da eleição de Lula em 2022, especialmente em relação à defesa do meio ambiente”.

Ao final da reunião, Albanese convidou Lula para visitar a Austrália, tendo recebido o sinal positivo de Lula para avançar na organização da agenda.

Para além do comunicado oficial do governo, Lula também comentou o encontro nas suas redes sociais. Por lá, disse também ter tratado de futebol e retomadas das relações diplomáticas com a Austrália.

“Desde 2018 não havia encontro entre nossos países. Falamos sobre a ampliação das relações Brasil – Austrália, a Copa do Mundo de Futebol Feminino e recebi o convite para visitar a Austrália. Vamos trabalhar para cada vez mais aproximarmos nossos países”, escreveu o presidente brasileiro.

Albanese também usou seu perfil oficial para resumir o encontro. “Foi maravilhoso conhecer o presidente Lula pela primeira vez hoje”, disse. “Pude parabenizá-lo pessoalmente pela presidência brasileira do G20 em 2024”.

Além do australiano, Lula terá ainda ao menos outras 8 agendas bilaterais durante sua passagem pelo Japão. São elas:

  • Premiê do Japão, Fumio Kishida;
  • Primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi;
  • Presidente da Indonésia, Joko Widodo;
  • Presidente da França, Emmanuel Macron;
  • Chanceler da Alemanha, Olaf Scholz;
  • Primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau;
  • Presidente do Vietnã, Vo Van Thuong;
  • Secretário-geral da ONU, António Guterres.

No Japão, além das agendas bilaterais, Lula discutirá pautas de saúde, fome, meio ambiente e tornará a debater questões relacionadas ao conflito entre Rússia e Ucrânia. Ele chegou ao País nesta quinta-feira e deve iniciar seu retorno na segunda-feira.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo