Política

MEC faz acordo com faculdade de coaching religioso dos EUA

Florida Christian University não tem qualidade reconhecida, mas pode vir a se beneficiar de parcerias com universidades federais no Brasil

Benedito Aguiar Neto defendeu o criacionismo. Foto: Divulgação/Mackenzie
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Educação (MEC) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) firmaram um protocolo de intenções que pode beneficiar uma instituição americana de coaching religioso. O acordo facilitaria a parceria da Florida Christian University com universidades brasileiras. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A parceria foi realizada mesmo sem a Florida Christian ter passado pelos processos de cooperação internacional da Capes. Além disso, em 2016, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte considerou que a entidade ofereceu irregularmente cursos de mestrado e doutorado via instituições privadas brasileiras, como a Unifuturo, da Paraíba.

A Florida Christian também não possui nenhuma acreditação relevante de qualidade nos EUA e sequer aparece entre as 1 mil melhores universidades do mundo em listas da Times Higher Education e da QS World University Rankings.

A instituição tem cursos com foco cristão que visam, entre outras coisas, preparar “profissionais, leigos e pastores para cumprir suas vocações com valores cristãos” e ensinar seus alunos a “integrar conhecimento filosófico, literário e histórico dentro da visão bíblica”.

Mesmo sem qualquer mérito educacional da instituição norte-americana, o MEC tem estimulado universidade federais a participarem de um congresso co-organizado pela Florida Christian, na Paraíba. A Capes é parceira na divulgação do evento, segundo a Folha de S.Paulo.

Benedito Aguiar Neto, presidente da Capes, já chegou a defender o ensino do criacionismo em “contraponto à teoria da evolução”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo