Política

Lula rebate artigo de Flávio Bolsonaro na Folha: ‘Não expressa opinião, divulga mentiras’

No texto, o senador repete argumentos do seu pai, Jair Bolsonaro, para acusar o petista de ‘saquear o Brasil e escalpelar estatais’

Fotos: Ricardo Stuckert e Reprodução/Instagram
Fotos: Ricardo Stuckert e Reprodução/Instagram
Apoie Siga-nos no

Um artigo assinado por Flávio Bolsonaro, senador e filho do presidente, na edição desta terça-feira 22 do jornal Folha de S. Paulo gerou forte reação do ex-presidente Lula (PT). O texto intitulado ‘Moro soltou Lula’ foi categorizado como ‘mentiroso’ e o jornal acusado pela assessoria do ex-presidente de publicar fake news.

No texto, Flávio repete argumentos do seu pai, Jair Bolsonaro, para acusar Lula de ‘saquear o Brasil e escalpelar estatais’ e culpa o petista pelos resultados na economia na atual gestão, como o alto preço dos combustíveis.

Para Lula, o texto ‘não expressa opinião mas sim divulga mentiras e fala de coisas que nunca aconteceram, com acusações sem base nenhuma’.

“O diário paulistano Folha de S. Paulo decidiu fazer parte, ter uma rachadinha própria, na divulgação de fake news pela família Bolsonaro, ao publicar artigo nas suas versões online e imprensa”, diz um trecho da resposta assinada pela assessoria de imprensa do petista.

“Divulgar um artigo desses levanta sérias preocupações com a seriedade e a ética com que o jornal irá cobrir as eleições deste ano. […] Lamentamos que o senador Flávio Bolsonaro seja um mentiroso e que a Folha de S. Paulo promova suas mentiras”, acrescenta a defesa de Lula.

O senador usa o espaço também para criticar Sergio Moro (Podemos), que, para ele, teria comprometido a condenação de Lula e aceitado integrar o governo Bolsonaro por ‘vaidade’ e ‘busca pelo poder’.

“O que passou a valer foi o ego ferido de quem olhava mais para seu umbigo do que para o governo a que servia. No fundo, sempre quis mesmo ocupar uma cadeira no STF”, escreve Flávio sobre o ex-juiz.

Sobre este ponto, Lula destaca em sua defesa que as anulações das sentenças de Moro não ocorreram por excesso de ‘vaidade’ do ex-juiz, como insinuou o senador, mas sim por ‘suspeição e parcialidade’. Para o ex-presidente, portanto, o texto de Flávio apresenta uma versão mentirosa e distorcida do fato.

“Os processos contra Lula foram anulados pela suspeição e parcialidade do juiz, ou seja, porque Lula não teve um julgamento justo, e sim uma perseguição, que não encontrou contra ele nenhuma prova, e não por ‘vaidade’ de Moro”, destaca a resposta do ex-presidente.

Confira a resposta de Lula na íntegra:

A Folha de S. Paulo decidiu divulgar fake news dos Bolsonaro contra Lula

O diário paulistano Folha de S. Paulo decidiu fazer parte, ter uma rachadinha própria, na divulgação de fake news pela família Bolsonaro, ao publicar artigo nas suas versões online e imprensa, no qual o senador Flávio Bolsonaro não expressa opinião mas sim divulga mentiras e fala de coisas que nunca aconteceram, com acusações sem base nenhuma contra o ex-presidente Lula. Divulgar um artigo desses levanta sérias preocupações com a seriedade e a ética com que o jornal irá cobrir as eleições deste ano.

Não há nos processos contra Lula nenhuma prova de que ele tenha tomado qualquer decisão ilegal ou em troca de benefícios pessoais, como MENTIU o senador. Ao contrário, há nos processos provas e provas da inocência do ex-presidente e de que ele nunca foi dono dos imóveis nos processos.

Os processos contra o ex-presidente tanto não possuem provas contra ele que a condenação de Lula foi por um “ato de oficio indeterminado”, ou seja, não conseguiu apontar nenhuma ação de Lula que tenha sido irregular. Lula foi absolvido de acusações sobre a Petrobras pela Justiça, em decisão da 12º Vara Federal de Brasília (saiba mais: 23 vitórias: caso a caso, a justiça reconhece a inocencia de Lula )

A delação de Antonio Palocci não apresentou provas e foi rejeitada até pelo Ministério Público da Lava Jato. Mensagens obtidas pela Operação Spoofing mostram que Palocci aceitou combinar depoimentos contra o ex-presidente com procuradores.

O ex-presidente Lula nunca foi condenado no Supremo Tribunal Federal. A Folha permitiu que um artigo saísse no jornal com uma mentira dessas da família Bolsonaro, emprestando a marca do jornal para isso.

Os processos contra Lula foram anulados pela suspeição e parcialidade do juiz, ou seja, porque Lula não teve um julgamento justo, e sim uma perseguição, que não encontrou contra ele nenhuma prova, e não por “vaidade” de Moro. Houve dois julgamentos baseados em fatos, no Supremo Tribunal Federal, que anularam os processos contra Lula por dois motivos: incompetência, ou seja, Lula jamais deveria ter sido julgado em Curitiba por Moro, e parcialidade, ou seja, Lula não teve um julgamento por um juiz imparcial, e sim por um juiz que o perseguia politicamente.

A publicação de um artigo com mentiras contra Lula, ainda mais em ano eleitoral, prejudica o debate público e politico no Brasil. Lamentamos que o senador Flávio Bolsonaro seja um mentiroso e que a Folha de S. Paulo promova suas mentiras.

Assessoria de Imprensa do ex-presidente Lula

Getulio Xavier

Getulio Xavier
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.