Política

Com Ceciliano candidato ao Senado, PT abre caminho para oficializar apoio a Freixo no Rio

O cenário fluminense está encaminhado; petistas e pessebistas olham para Pernambuco e São Paulo

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, André Ceciliano (PT), confirmou o lançamento de sua pré-candidatura ao Senado. O movimento abre o caminho para os petistas anunciarem, nas próximas semanas, o apoio a Marcelo Freixo (PSB) na corrida rumo ao governo fluminense.

Lideranças do PT no Rio se reuniram com o ex-presidente Lula e com a presidenta nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, na última terça-feira 25. Nas últimas semanas, o nome de Ceciliano esteve ligado a uma possível candidatura ao governo, mas a ideia não prosperou.

“Aceitei a missão que me foi dada. A partir de agora, sou pré-candidato ao Senado. Minha missão como deputado estadual está chegando ao fim, o Rio terá em mim um representante qualificado para defender o Rio em Brasília”, escreveu Ceciliano, nas redes sociais, ao publicar uma foto com Lula.

Washington Quáquá, vice-presidente nacional do PT, disse, após confirmar o lançamento de Ceciliano ao Senado, que “o PT negociará com o PSB e a presidenta Gleisi tem nosso apoio total para isso”.

“O presidente Lula terá quantos palanques estiverem dispostos a apoiá-lo. Objetivo é isolar Bolsonaro e ampliar Lula no Rio”, completou Quaquá.

O Rio de Janeiro é um dos estados em que PT e PSB precisam destravar as conversas para avançar na construção de uma federação. Com a provável confirmação do nome de Freixo como candidato pessebista e petista, os olhos se voltam para outros estados, como São Paulo e Pernambuco.

Na quarta-feira 26, os presidentes de PT, PSB, PCdoB e PV se reuniram em Brasília para dar prosseguimento às discussões sobre uma federação entre as quatro siglas. A avaliação é de que o encontro superou as expectativas, mas não chegou ao cerne das divergências: as escolhas de petistas e pessebistas em estados-chave.

A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, disse a CartaCapital que “debateu-se na última quinta-feira que, entre PT e PSB, a primazia da escolha para governador é do PSB”. A tendência é de que o governador Paulo Câmara, do PSB, que está no último ano de seu 2º mandato, defina o nome do partido para as eleições de outubro. Desta forma, o PT retiraria da mesa o nome do senador Humberto Costa, apresentado como pré-candidato.

Em São Paulo, porém, segue o principal impasse, já que os petistas não abrem mão de lançar Fernando Haddad – líder das pesquisas sem o ex-governador Geraldo Alckmin – e os pessebistas insistem no nome de Márcio França.

Reservadamente, como é de seu feitio, Alckmin – potencial candidato a vice-presidente na chapa de Lula – indicou a Haddad que tende a manter uma participação ativa na campanha do petista rumo ao governo paulista. O ex-tucano planeja, inclusive, acompanhar Haddad em agendas pelo estado.

Na sexta-feira 21, o presidente do PT paulista, o ex-ministro Luiz Marinho, repetiu em entrevista a CartaCapital“Tenho certeza de que o candidato em São Paulo será o Fernando Haddad. Vamos consolidar esse processo com o PSB e o Haddad sendo o candidato a governador.”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.