Justiça

Após prisão de Ribeiro, PT protocola notícia-crime contra Bolsonaro no STF

Na ação, partido diz que presidente ‘tinha total controle e dominava toda a empreitada delituosa’ no Ministério da Educação

Foto: EVARISTO SA / AFP
Foto: EVARISTO SA / AFP
Apoie Siga-nos no

O líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes, protocolou nesta quarta-feira 22 no Supremo Tribunal Federal uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) após a Polícia Federal prender o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos.

No documento, o petista afirma que a vinculação do presidente ‘com o grupo criminoso antecede à posse do ex-ministro da Educação, na medida em que os pastores já mantinham uma frequência de encontros com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro’.

O parlamentar cita também o áudio vazado em que Ribeiro admite que, a pedido de Bolsonaro, priorizava prefeitos ‘amigos de pastores’ com verbas do MEC.

“Como se verifica no áudio divulgado em março deste ano, e nas demais investigações realizadas pelos órgãos de controle, o grupo criminoso agia em nome, a pedido e por delegação do Presidente da República”, cita trecho da ação. “O que demonstra que este tinha total controle e dominava toda a empreitada delituosa, de modo que não pode ser excluído da investigação em curso e das punições que vierem, em tese, a ocorrer”.

A Polícia Federal realizou na manhã desta quarta mandados de prisão e busca e apreensão contra Ribeiro e os pastores por suspeitas de crimes na liberação de recursos do MEC para prefeituras.

A operação foi autorizada pela 15ª Vara Federal do Distrito Federal e apura crimes como corrupção e tráfico de influência durante a gestão do ex-titular da pasta. A investigação teve início no Supremo Tribunal Federal, mas foi enviada à primeira instância depois que Ribeiro deixou o governo.

O PT pede ainda que Bolsonaro responda pelos mesmos crimes. Leia a íntegra do documento:

Representação Criminal – Delatio Criminis – Bolsonaro-Milton Ribeiro – Verbas MEC – 22.6.22_

 

Alisson Matos

Alisson Matos
Editor do site de CartaCapital. Twitter: Alisson_Matos

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.