CartaExpressa,Política

Alcolumbre confirma sabatina de André Mendonça para semana que vem

Alcolumbre confirma sabatina de André Mendonça para semana que vem

Indicação de Jair Bolsonaro ao STF está há mais de quatro meses parada na CCJ do Senado

O ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça no Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), confirmou nesta quarta-feira 24 que irá marcar a sabatina de André Mendonça para semana que vem, entre o dia 30 de novembro e 2 de dezembro, como solicitou o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Segundo informou, o dia exato para a sabatina ainda não foi definido, mas deve respeitar o ‘esforço concentrado’ do Senado para analisar todas as indicações do presidente Jair Bolsonaro e outras pautas urgentes ainda em 2021. A intenção de Pacheco é finalizar o ano sem pendências de análise importantes na Casa.

“Vou seguir integralmente a decisão do presidente Rodrigo Pacheco de realizar todas as sabatinas no esforço concentrado”, confirmou Alcolumbre ao jornal O Globo.

André Mendonça aguarda há mais de quatro meses a análise do seu nome pelos senadores para ocupar a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal. A espera é a mais longa da história.

Mendonça precisará garantir pelo menos 41 votos favoráveis. Estimativas recentes apontam que o ex-Advogado-Geral da União pode encontrar dificuldades na votação. O próprio Alcolumbre, nos bastidores, chegou a contabilizar a derrota do indicado do presidente, conforme revelou o jornal Folha de S. Paulo no fim de outubro.

Caso Mendonça seja reprovado, Bolsonaro terá que indicar outro nome e, ao que tudo indica, deve seguir com o compromisso público firmado com pastores de que o nome será ‘terrivelmente evangélico’.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem