CartaExpressa

Tarcísio defende ‘liberdade’ e ‘segurança jurídica’ em ato pró-Bolsonaro

O governador de São Paulo chegou à manifestação acompanhado do ex-presidente Jair Bolsonaro, por volta das 14h40 deste domingo

Créditos: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) discursou na tarde deste domingo 25, na Avenida Paulista, durante ato pró-Bolsonaro.

“Quem tava com saudade? Eu tenho certeza que vocês estavam com saudade do nosso sempre presidente Jair Bolsonaro”, disse, no início de seu discurso.

Tarcísio seguiu dizendo que o País precisa de liberdade. “Estamos qui para celebrar hoje o verde e amarelo, o amor ao nosso País, ao estado democrático de direito, para entender os seus desafios”, declarou.

“E esse desafio só vai ser vencido com liberdade, liberdade de expressão, de pensamento, de manifestação, sem nenhum tipo de censura. O desafio da segurança jurídica para que a gente tenha previsibilidade, para que a gente possa trazer os investimentos que farão a diferença no Brasil”, completou.

Durante sua fala, Tarcísio enalteceu o que chamou de legado do ex-presidente frente à presidência, momento em que chamou Bolsonaro ao seu lado e o ovacionou diante os apoiadores.

“Meu amigo Bolsonaro você é mais um CPF, não é mais uma pessoa. Você representa um movimento, todos eles que aprenderam, que descobriram que vale a pena brigar pela família, pela liberdade. Você nos ensinou valores, nos mostrou o caminho”, finalizou.

O governador chegou à manifestação acompanhado do ex-presidente Jair Bolsonaro, por volta das 14h40 deste domingo.


O advogado e professor de Direito Constitucional Pedro Serrano comenta as possíveis consequências do discurso realizado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro a seus apoiadores. Confira a análise no canal de CartaCapital no YouTube.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.