CartaExpressa

Olavo de Carvalho critica o ‘abandono’ de Sara Winter por bolsonaristas

‘Guru’ de Bolsonaro, o escritor usou as redes para opinar sobre o caso e foi criticado pelos seguidores

Fotos: Reprodução
Fotos: Reprodução

O ‘guru’ de Jair Bolsonaro, o escritor Olavo de Carvalho, usou as redes sociais nesta segunda-feira 22 para defender a ativista da extrema-direita Sara Winter, presa por liderar o grupo extremista ‘300 do Brasil’ em atos antidemocráticos de ameaças ao Supremo Tribunal Federal.

De acordo com Olavo, Winter teria sido abandonada por seguidores do presidente após a prisão, o que os colocaria no ‘mesmo patamar’ de integrantes da esquerda.

“O abandono em que os tais ‘direitistas’ jogaram a Sara Winter prova que, moralmente, estão no nível da esquerda”, escreveu o guru bolsonarista.

O ‘abandono’ ao qual ele se referese deu depois que Sara Winter foi presa e passou a se declarar ex-aliada do presidente. Nesta semana, por exemplo, ela disse ‘ter vergonha de quando saía na rua gritando mito’ e atribuiu a ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, a coordenação dos ataques contra o STF. As ordens para os atos antidemocráticos, segundo ela, teriam partido do militar e de deputadas bolsonaristas, como Bia Kicis (PSL-DF) e Carla Zambelli (PSL-SP). A tese foi rechaçada pelos integrantes do governo e Sara virou alvo de ataques dos ex-aliados nas redes.

Seguidores criticaram Olavo por se manifestar em favor de Sara. Os bolsonaristas também compararam o caso ao do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), outro preso por ameaças aos ministros do STF. Silveria, entretanto, segue apoiando Bolsonaro.

“Então explica por que que o Daniel Silveira sendo mais perseguido e sofrendo mais do que ela teve uma postura diferente, ele por exemplo não saiu na mídia difamando a direita e os apoiadores do governo”, questionou um bolsonarista.

“Professor, com todo respeito, o senhor é terrível para discernir caráter. Joice [Hasselmann], Sara, Felipe Moura. Nem todos que te elogiam e falam de Deus, fazem isso com sinceridade professor, melhor não colocar as mãos no fogo por essa gente”, respondeu outro apoiador do presidente.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!