CartaExpressa

Justiça condena o ex-BBB Felipe Prior a seis anos de prisão por estupro

A decisão de primeira instância é da juíza Eliana Cassales Tosi Bastos, da 7ª Vara Criminal de São Paulo

Créditos: Reprodução TV Globo
Apoie Siga-nos no

A Justiça de São Paulo condenou o ex-participante do Big Brother Brasil Felipe Prior a seis anos de reclusão pelo crime de estupro. Segundo a sentença, a pena deve ser cumprida inicialmente em regime semiaberto.

A decisão de primeira instância é da juíza Eliana Cassales Tosi Bastos, da 7ª Vara Criminal de São Paulo, e se refere a uma denúncia apresentada em 2020. O caso corre em sigilo.

“Considerando que o réu respondeu a todo o processo em liberdade, faculto-lhe o direito de recorrer em liberdade”, escreveu a magistrada.

A vítima, identificada como Themis, acusa Prior de estuprá-la em 2014. Segundo os autos, o ex-BBB se valeu da força física para praticar o ato de violência, “segurando-a pelos braços e pela cintura, além de puxar-lhe os cabelos, ocasião em que Themis pediu para ele parar, dizendo que ‘não queria manter relações sexuais'”.

De acordo com a juíza, não há dúvida de que houve crime. Ela citou o prontuário médico da vítima – a atestar uma laceração na região genital -, prints de mensagens entre Themis e o réu, além de depoimentos dela, de Prior e de testemunhas de defesa e de acusação.

A defesa de Prior informou, em comunicado divulgado nas redes sociais, que entrará com recurso contra a decisão. “A sentença será objeto de apelação, face a irresignação de Felipe Antoniazzi Prior e de sua Defesa, que nele acredita integralmente, depositando-se crédito irrestrito em sua inocência e de que, em sede recursal, logarse-á sua reforma, em prestígio à Justiça, reconhecendo-se sua legítima e verdadeira inocência, que restou patentemente demonstrada durante a instrução processual”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.