CartaExpressa

Ipespe: Privatização da Petrobras é reprovada por 49% dos brasileiros

Maioria acredita que o preço dos combustíveis iria aumentar em caso de venda da estatal

Rio de Janeiro - Edifício-sede da Petrobras no Centro do Rio.  Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Rio de Janeiro - Edifício-sede da Petrobras no Centro do Rio. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A nova rodada da pesquisa do instituto Ipespe, divulgada nesta sexta-feira 20, revela que 49% dos brasileiros são contrários à privatização da Petrobras. Já os favoráveis à entrega do ativo à iniciativa privada somam 38%.

Os dados do levantamento reforçam a percepção de que a população brasileira não concorda com a principal solução apontada pelo atual governo, em especial dos ministros Paulo Guedes e Adolfo Sachsida, para resolver a crise dos combustíveis.

O preço, por sinal, é um dos motivos do resultado, já que 44% dos entrevistados acreditam que o valor da venda de combustíveis praticado em caso de privatização da Petrobras será ainda maior do que o atual. Um outro levantamento, realizado pelo Observatório Social da Petrobras, confirma que, de fato, caso a empresa pertencesse à iniciativa privada, a gasolina estaria 20% mais cara e o diesel custaria 12% a mais do que o valor atual.

A expectativa pela redução de preços em caso de privatização da Petrobras só atinge 19% dos brasileiros. Outros 26% acham que a venda da empresa não resultará em qualquer mudança no valor dos combustíveis.

Para chegar aos resultados divulgados nesta sexta-feira, o instituto entrevistou mil eleitores brasileiros entre os dias 16 e 18 de maio. A margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95,5%.

Confira a íntegra da pesquisa, que também monitorou os principais cenários eleitorais e apontou vitória de Lula (PT) na disputa pelo Planalto:

2022_05_03 PESQUISA IPESPE

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.