CartaExpressa,Política

Governo Bolsonaro libera ‘superemenda’ de Aziz às vésperas do fim da CPI

Governo Bolsonaro libera ‘superemenda’ de Aziz às vésperas do fim da CPI

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM). Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM). Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Dias antes da leitura do relatório da CPI da Covid pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), o governo de Jair Bolsonaro iniciou a liberação dos recursos de uma ‘superemenda’, no valor de 220 milhões de reais, indicada pelo presidente da comissão, o senador Omar Aziz (PSD-AM). A informação é da revista Crusoé.

Segundo o veículo, os recursos foram repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, de Rogério Marinho, e se destinam à reconstrução de uma rodovia estadual do Amazonas. A emenda teria sido negociada por Aziz em 2019.

À revista, o senador negou qualquer possibilidade de que a liberação da emenda tenha impactado a reta final dos trabalhos da CPI da Covid.

“Nada a ver isso aí. Depois do dinheiro depositado, vira uma questão técnica. A minha briga foi lá atrás para colocar o dinheiro”, declarou Aziz. “Depois que está lá, mano, esquece”.

O relatório que os senadores da comissão votarão na próxima semana incluem Bolsonaro em nove tipos penais. Na relação, há crimes comuns, previstos no Código Penal; crimes de responsabilidade, conforme a Lei de Impeachment; e crimes contra a humanidade, de acordo com o Estatuto de Roma, do Tribunal Penal Internacional.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem