CartaExpressa

Gonet deve tomar posse na PGR na próxima segunda, com a presença de Lula

O subprocurador conquistou um expressivo resultado no plenário do Senado, na quarta-feira 13

Gonet foi aprovado após mais de 10 horas de sabatina. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

A posse de Paulo Gonet no comando da Procuradoria-Geral da República ocorrerá na próxima segunda-feira 18, às 10h. O presidente Lula (PT) tende a participar da cerimônia, na sede do órgão.

Na tarde desta quinta, Gonet esteve no Palácio do Planalto e conversou com Lula sobre os trâmites.

O subprocurador-geral conquistou um expressivo resultado no plenário do Senado: foram 65 votos a favor de sua aprovação e apenas 11 contrários, além de uma abstenção. O mínimo necessário era de 41 votos.

Paulo Gonet, autor do parecer que levou à condenação de Jair Bolsonaro (PL) a oito anos de inelegibilidade pelo Tribunal Superior Eleitoral, substituirá Augusto Aras na chefia do Ministério Público Federal.

Neste momento, o comando da PGR é exercido de forma interina por Elizeta de Paiva Ramos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar