CartaExpressa

Ciro Gomes também diz que vai rever reforma trabalhista

Outro candidato a tratar do tema foi Jair Bolsonaro (PL). O presidente, no entanto, adotou o caminho contrário

Ciro Gomes. Foto: Evaristo Sá/AFP
Ciro Gomes. Foto: Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

Mais um presidenciável sugere revogar a reforma trabalhista caso eleito. Ciro Gomes (PDT) afirma que, se eleito, irá promover mudanças no texto.

“É preciso muita flexibilidade para entender novas atividades, o home office, o trabalho remoto, uma série de questões que precisam avançar na legislação”, afirmou Ciro em entrevista à rádio BandNews neste domingo 23. “Mas nunca a direção pode ser a precarização do trabalho, como essa que foi feita, muito menos sufocar os sindicatos.”

Em 2018, o pedetista chegou a sugerir revogar a reforma, mas contemporizou. Disse que, ao falar em “revogar”, fez uso de um “cacoete de professor”. “Não sou contra reforma, sou contra esta.”

A reforma, ao que tudo indica, será um dos pontos cruciais no debate eleitoral em 2022. Há algumas semanas, Lula e outras lideranças petistas acenaram com a possibilidade de reformar o texto. A alteração das regras promovida por Michel Temer (MDB) não cumpriu nem parte dos avanços prometidos, pelo contrário, é apontada como precarizante e causadora do elevado desemprego registrado atualmente.

Outro candidato a tratar do tema foi Jair Bolsonaro (PL). O presidente, no entanto, adotou o caminho contrário, indicando que pretende aprofundar ainda mais o corte de direitos promovidos por Temer. Em entrevista recente, o ex-capitão distorceu números e elogiou o emedebista pela reforma.

Sergio Moro (Podemos) e João Doria (PSDB) foram outros candidatos a adotarem posturas parecidas com Bolsonaro. O ex-juiz e o tucano criticaram o ‘revogaço’ anunciado por Lula e outros líderes petistas.

 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.