CartaExpressa

Cotado para vice de Ricardo Nunes, Aldo Rebelo troca o PDT pelo MDB

Os pedetistas estarão com Guilherme Boulos (PSOL) na eleição para a prefeitura da capital paulista

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, e o secretário Aldo Rebelo. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O secretário de Relações Internacionais da prefeitura de São Paulo, Aldo Rebelo, decidiu se filiar ao MDB. O ex-ministro estava no PDT, partido que já anunciou apoio a Guilherme Boulos (PSOL) na eleição para a prefeitura da capital paulista.

Aldo, cotado para ser o vice do prefeito Ricardo Nunes (MDB) em sua tentativa de reeleição, formalizou a mudança nesta sexta-feira 5, nas últimas horas da janela partidária.

O secretário de Nunes foi deputado federal por cinco mandatos pelo PCdoB. Durante os governos de Lula (PT) e Dilma Rosuseff (PT), foi ministro da Defesa; de Ciência, Tecnologia e Inovação; do Esporte; e de Coordenação Política e Assuntos Econômicos.

Aldo chegou ao comando da Secretaria de Relações Internacionais de Ricardo Nunes em fevereiro, após a saída de Marta Suplicy, que será a vice de Boulos na disputa eleitoral deste ano.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar