CartaExpressa

Caso das joias: Bolsonaro, Michelle, Wassef e Cid prestam depoimento simultâneo à PF nesta quinta

O objetivo das oitivas simultâneas é barrar uma eventual combinação de versões

Imagem: Isac Nóbrega/PR
Apoie Siga-nos no

A Polícia Federal colhe, nesta quinta-feira 31 a partir das 11h, o depoimento de oito envolvidos no esquema ilegal de vendas de joias presenteadas ao Brasil durante os últimos quatro anos. Os depoimentos serão simultâneos em uma tentativa de evitar uma eventual combinação de versões.

A lista de depoentes desta quinta-feira é formada pelo casal Jair e Michelle Bolsonaro, pelo advogado da família Frederick Wassef e pelo ex-ajudante de ordens, o tenente coronel Mauro Cid. O pai do militar, general Mauro Lourena Cid também está no grupo a ser ouvido. Marcelo Câmara e Osmar Crivelatti, outros dois militares que integravam a Ajudância de Ordens e o ex-secretário Fábio Wajngarten fecham a lista.

Também nesta quinta-feira, Bolsonaro deve estender sua agenda na sede da Polícia Federal para um depoimento em outra suspeita: a troca de mensagens de cunho golpista com empresários. A indicação, admitida por Bolsonaro, é de que partiu dele a ordem para o disparo em massa de fake news sobre as urnas e ataques aos ministros da Suprema Corte. Ele seria a principal fonte dos empresários que tramaram uma ruptura.

As investigações contra o ex-capitão se empilham neste momento. São ao menos três casos mais avançados: o desvio de presentes oficiais recebidos pelo Estado; a incitação aos atos golpistas de 8 de Janeiro; e a fraude em cartões de vacinação contra a Covid-19.

Flávio Dino, ministro da Justiça e Segurança Pública, recentemente, alertou que as apurações contra o ex-capitão são longas e que estão ‘longe do fim’. Na entrevista, disse ainda que a Polícia estaria ‘no caminho certo’ na coleta de provas. A declaração ocorreu pouco depois de operações de buscas contra aliados do ex-presidente.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.