CartaExpressa

Carla Zambelli tem conta suspensa pelo Twitter e pelo Instagram

Em uma de suas últimas manifestações nas redes, a parlamentar saiu em apoio aos bloqueios feitos por caminhoneiros bolsonaristas

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

A deputada federal Carla Zambelli (PL) teve sua conta suspensa pelo Twitter nesta terça-feira 1. Medida parecida foi tomada também pelo Instagram, onde a parlamentar tinha 3,2 milhões de seguidores.

Ao tentar acessar o perfil da parlamentar no Twitter, surge um aviso da plataforma dizendo que a conta foi ‘retida no Brasil em uma resposta a uma demanda judicial’.

Apoiadora do presidente Jair Bolsonaro, a deputada chegou a publicar em suas redes na segunda-feira 31 uma mensagem de apoio aos caminhoneiros bolsonaristas que, por não aceitarem o resultado das urnas, bloqueiam estradas pelo dia.

Zambelli também se envolveu em um episódio armado menos de 24 horas antes do segundo turno, quando foi filmada perseguindo e apontando uma arma para um homem negro. O caso aconteceu no Jardins, bairro nobre de São Paulo. O homem e Zambelli teriam discutido e trocado ofensas. O segurança da parlamentar foi preso em flagrante por disparo de arma de fogo na ocasião, mas liberado após o pagamento de fiança.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar