CartaExpressa,Política

Barroso será o relator da denúncia de que senadores ‘humilharam’ Nise Yamaguchi

Barroso será o relator da denúncia de que senadores ‘humilharam’ Nise Yamaguchi

A médica Nise Yamaguchi. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A médica Nise Yamaguchi. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, foi sorteado como relator de uma denúncia apresentada pela médica Nise Yamaguchi contra senadores da CPI da Covid. Ela alega ter sido ‘humilhada’ durante seu depoimento à comissão, no início de junho.

Yamaguchi, defensora de medicamentos ineficazes contra a Covid-19, entrou com uma ação por danos morais contra os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, e Otto Alencar (PSD-BA). A peça, assinada pelos advogados Raul Canal e Danny Gomes, diz que os senadores atacaram a dignidade de Nise “enquanto médica, cientista e mulher” e intimidaram a oncologista. A defesa também pede que a Procuradoria-Geral da República seja comunicada para analisar se os parlamentares cometeram o crime de abuso de autoridade.

“Os requeridos abusaram de seu direito, e sua conduta, além de ilegal e injusta, não foi adequada ou necessária, merecendo ser coibida e punida severamente”, escrevem os advogados. “Projetaram-se politicamente mediante a exploração e humilhação pública da autora, tratando-a como verdadeira inimiga”.

Médico de formação, Otto Alencar confrontou Nise sobre conhecimentos técnicos a respeito de doenças virais. Insatisfeito com as respostas, interrompeu a oncologista: “a senhora não sabe, infelizmente a senhora não sabe nada de infectologia. Nem estudou, doutora. A senhora foi aleatória mesmo, superficial”, disse.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem