Carta Explica

CartaCapital estreia série especial sobre a Reforma Tributária; assista agora

Após três décadas de tramitação, o Congresso aprovou a proposta. Entenda o que muda, quais são os impactos na economia e quem são os principais afetados

Apoie Siga-nos no

Manicômio tributário. É assim que muitos especialistas e gonvernantes sempre definiram o sistema de arrecadação e distribuição de impostos no Brasil. Depois de quase trinta anos debates, sai do papel uma Reforma Tributária que promete aliviar esse cenário.

Ao longo do último ano, deputados, senadores e Executivo conseguiram articular um consenso para que a unificação de impostos seja uma realidade. 

Mas, na prática, o que isso quer dizer?

Para explicar o que muda com a reforma, CartaCapital produziu uma série especial, em parceria com Sebrae, que traz um panorama sobre o presente e o futuro da economia brasileira a partir dessa mudança. 

No primeiro episódio, são destrinchados os motivos de ter uma nova tributação das mercadorias e dos serviços. Um dos pontos-chave levantados é o da simplificação, para que o Brasil deixe de ter uma quantidade de impostos diferentes e regras que variam entre estados e municípios. 

Entenda: 

No segundo episódio, o foco é entender quais os setores serão mais beneficiados com a medida. E principalmente, como fica a vida dos 9 milhões de micro e pequenos empresários brasileiros, que hoje são os responsáveis por 53,4% do PIB do setor de comércio no País.

Saiba mais: 

O último episódio da série mostra como a reforma deve ser sentida pela sociedade nos próximos anos. Uma vez que a mudança começará a entrar em vigor apenas em 2026 e só terminará em 2033. 

Assista na íntegra:

ENTENDA MAIS SOBRE: ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.