CartaCapital

assine e leia

Cartas Capitais

Leitores comentam o que foi destaque na edição anterior

Apoie Siga-nos no

A AMAZÔNIA É DO CRIME

Toda essa trama me faz lembrar a canção “Passaredo”, de Chico Buarque: Some, rolinha/ Anda, andorinha/ Te esconde, bem-te-vi/ Voa, bicudo/ Voa, sanhaço/ Vai, juriti/ Bico calado/ Muito cuidado/ Que o homem vem aí. Anda, voa. Bolsonaro vem aí. Desmatamento, caça e garimpo ilegal tornaram-se negócio lucrativo, frente ao desmonte dos órgãos de fiscalização do meio ambiente e decretos que incentivam o crime contra indígenas e ativistas ambientais.
Paulo Sérgio Cordeiro Santos
(Enviado via carta)

A caracterização de ausência do Estado é inadequada. A situação é mais grave, uma vez que as instituições deste que facilitam a estruturação de um consórcio criminoso entre madeireiros, grileiros, garimpeiros e outros criminosos.
Paulo D’Avila
(Enviado via carta)

DEDOS DA MORTE

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.