Política

Desmatamento cai 22% na Amazônia e 9% no Pantanal

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira 8 pelo Inpe, a partir do sistema Prodes

Conexão. Há um extraordinário ecossistema, a partir da Amazônia, que garante umidade e regularidade das chuvas na América do Sul – Imagem: iStockphoto
Apoie Siga-nos no

O desamatamento na Amazônia caiu 21,8% entre agosto de 2022 e julho de 2023 na comparação com o período anterior, informou nesta quarta-feira 8 o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe. Os dados são do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite, o Prodes.

No intervalo analisado, a perda de vegetação nativa foi equivalente a 9.064 km², o menor índice desde 2018, de 7.536 km².

O levantamento entre agosto de 2022 e julho de 2023 também apontou uma redução de 9,2% no desmatamento do Pantanal (723,13 km²).

Segundo a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), o resultado decorre de fatores como ações de fiscalização e planos concretos de combate ao desmatamento.

Ela destacou, por exemplo, “instrumentos econômicos e creditícios”, em referência ao veto de concessão de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para quem sofre com embargos por desmatamento ilegal.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo