Sustentabilidade

Amazônia registra o segundo maior desmatamento para o primeiro trimestre em 15 anos

A área de floresta perdida em três meses equivale ao território de Salvador

Apoie Siga-nos no

Somente nos três primeiros meses do ano, a floresta amazônica perdeu 687 km², o segundo maior registro de desmatamento acumulado para o período em 15 anos. Os dados foram coletados pelo Sistema de Alerta de Desmatamento e analisados pela Imazon. 

No entanto, os dados revelam uma queda na área desmatada em comparação ao mesmo período de 2021.

“Essa redução ainda não é um motivo de comemoração, pois em breve entraremos no período seco, onde historicamente a derrubada da floresta tende a ser maior”, aponta Larissa Amorim, pesquisadora do Imazon. “O fato de termos no trimestre de 2022 a segunda maior área desmatada em 15 anos nos mostra que o desmatamento ainda segue em ritmo intenso na Amazônia”.

Somente no mês de março, 25 quilômetros quadrados de floresta amazônica foram devastados. No ano passado, foram 64 quilômetros quadrados degradados no mesmo período. 

Do território desmatado, 77% estão em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. 

Segundo o levantamento, os estados que mais destruíram a floresta foram Mato Grosso (46%), Pará (27%), Roraima (11%), Amazonas (10%), Maranhão (3%) e Rondônia (3%).

Leia o relatório completo:

SAD-Marco-2022

Marina Verenicz
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.