Sociedade

Polícia mata homem que mantinha esposa e criança reféns em São Paulo

O caso aconteceu em um imóvel na rua Mateus Grou, em Pinheiros, zona oeste da capital

Créditos: Reprodução
Apoie Siga-nos no

Um homem foi morto pela Polícia Militar, neste domingo 10, na zona oeste de São Paulo, depois de fazer refém a esposa e uma criança dentro de um apartamento.

O caso aconteceu em um imóvel na rua Mateus Grou, em Pinheiros. O desentendimento entre o casal teria se iniciado ainda na parte da manhã, por volta das 8h45. Informações iniciais apontam que a mulher teria gritado por socorro.

A PM informou que o Grupo de Ações Táticas (Gate) atuava nas negociações para que o homem libertasse as vítimas. A criança chegou a ser liberada depois de horas de negociações. Não foi informada a idade da criança, nem se ela tinha algum grau de parentesco com o homem.

Ainda de acordo com a Polícia, após a liberação da crianças, as negociações não andaram e houve confronto com os policiais. Pelo menos dois tiros teriam sido disparados pelos agentes.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) acompanhava o caso e constatou a morte do agressor ainda no local.

A mulher não saiu ferida e foi encaminhada para atendimento no pronto-socorro do Hospital Samaritano, em estado de choque.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.