Sociedade

Polícia de São Paulo investiga episódio de racismo em vagão do metrô

Segundo a vítima, Welica de Ribeiro, uma passageira branca teria pedido para que ela, uma mulher negra, afastasse seu cabelo de perto dela

Apoie Siga-nos no

A Polícia Civil de São Paulo apura uma denúncia de racismo dentro do Metrô de São Paulo.

Segundo a vítima, Welica de Ribeiro, uma passageira branca teria pedido para que ela, uma mulher negra, afastasse seu cabelo de perto dela, sob o risco de ‘passar alguma doença’. 

Welica estava no vagão com seu irmão e seu pai, que filmaram a discussão. “Eu sugeri raspar minha cabeça para não incomodá-la”, diz ela no vídeo.

Revoltados, os passageiros do metrô se manifestaram, chamando a mulher de “racista”. Eles também impediram a saída da passageira do local até a chegada da Polícia Militar. 

A vítima e agressora foram ouvidas na delegacia. 

Nas redes sociais, a mulher se identifica como Agnes Vajda, e diz ser assistente consular do Consulado da Hungria em São Paulo. 

Após registro do Boletim de Ocorrênciam a Polícia Civil dará andamento às investigações.

“Eu espero que as pessoas entendam de uma vez por todas que somos iguais, somos seres humanos. A gente nasce igual todo mundo, a gente vai terminar como todo mundo, que não existe melhor do que ninguém. As pessoas precisam entender que precisamos ser respeitados, não porque somos negros, mas porque somos seres humanos e a gente merece respeito”, disse a vítima ao portal G1 ao sair da delegacia. 

Marina Verenicz
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.