Justiça

Zambelli diz a Lewandowski que não vacinará o filho: ‘Terão que passar por cima’

‘Meu filho, minhas regras’, disse a parlamentar de extrema-direita

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) confrontou o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, e disse que não submeterá o seu filho de 11 anos à vacinação contra a Covid-19.

Em declaração no Twitter, nesta quarta-feira 19, a parlamentar bolsonarista disse que “terão que passar por cima” dela para que a criança seja imunizada. “Meu filho, minhas regras”, escreveu a congressista.

Zambelli reage a ofícios de Lewandowski emitidos horas antes aos Ministérios Públicos Estaduais e do Distrito Federal com a recomendação de que “empreendam as medidas necessárias” quanto à vacinação de menores.

O magistrado citou a Constituição e o Estatuto da Criança e do Adolescente para que baseiem as medidas. O artigo 14 do ECA diz que “é obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”.

Lewandowski também solicitou que os estados e o DF se manifestem sobre o pronunciamento da Advocacia-Geral da União de que teriam sido identificadas supostas aplicações incorretas de vacinas em menores.

A AGU diz que 57.147 crianças tomaram vacinas de forma irregular, pela aplicação de imunizantes diferentes dos autorizados e pela inclusão de um público com a faixa etária inferior à permitida.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.