Política

Relator da LDO diz que ministros ganham pouco e defende auxílio para viagens

O deputado federal Danilo Forte (União-CE) indicou a possibilidade de incluir no Orçamento o custeio de passagens aéreas

O relator da LDO na Câmara, Danilo Forte (União-CE). Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Danilo Forte (União-CE), relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias no Congresso Nacional, indicou que incluirá no projeto um valor para custear passagens aéreas de ministros. 

Em entrevista nesta terça-feira 21, Forte afirmou que os ministros reivindicaram esses recursos para reduzir gastos com viagens por meio de aviões da Força Aérea Brasileira, a FAB.

Questionado se os ministros não poderiam pagar pelas passagens com seus próprios salários, o deputado respondei que eles ganham “salário pequeno”.

“Do salário dele? É meio complicado, não é não? Porque o salário é muito pouco. Ministro ganha menos do que deputado, não ganha não?”, disse Forte. “Eu acho que é justo, não é imoral, não é ilegal. O cara está em uma atividade pública.”

O deputado disse que os ministros poderão usar as passagens somente para os seus estados de origem, mas com justificativas como visitas à própria família e às suas bases políticas.

A remuneração básica bruta de um ministro é de 41,6 mil reais mensais, segundo o Portal da Transparência. Com o abatimento de impostos, o valor líquido é de 38,2 mil reais.

Os deputados federais também ganham 41,6 mil reais brutos, mas têm já incluídos no Orçamento os seus gastos com viagens e outras despesas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo