Política

Polícia Legislativa investiga ameaça de morte contra Contarato e Marcos do Val

O e-mail foi enviado aos senadores nesta quinta-feira 10

Os senadores Fabiano Contarato e Marcos do Val. Fotos: Jefferson Rudy/Agência Senado e Marcos Oliveira/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

A Polícia Legislativa investiga uma ameaça de morte recebida pelos senadores Fabiano Contarato (PT-ES) e Marcos do Val (Podemos-ES) nesta quinta-feira 10.

O e-mail ameaçador partiu de um usuário identificado como “Capixaba Raiz”. O autor chama Do Val de “palhaço sem graça” e diz que matará o senador caso ele não renuncie.

“Avise Fabiano Contarato sobre isso. Clonar seu WhatsApp e seu Telegram foi só um aviso, senador Contarato”, prossegue o texto, que também “exige” a renúncia do petista.

O responsável pela ameaça ainda alega ter um estoque de explosivos e diz que levará o material a Brasília “para usar na hora certa”. Também faz ataques homofóbicos, racistas e de incentivo à violência.

Procurado por CartaCapital, Fabiano Contarato afirmou, em nota, que não se intimidará diante dos ataques “desprezíveis e criminosos”.

“Nosso gabinete acionou a Polícia Legislativa, registrou um boletim de ocorrência para que o Estado identifique e responsabilize o autor dessa e de qualquer outra agressão.”

“Nosso gabinete acionou a Polícia Legislativa, registrou um boletim de ocorrência para que o Estado identifique e responsabilize o autor dessa e de qualquer outra agressão.”

A reportagem também entrou em contato com Marcos do Val e atualizará este texto se obtiver uma resposta.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo