Política

PF faz buscas na casa de fazendeiro que ameaçou atirar em Lula no Pará

Operação ocorre nesta sexta-feira, como desdobramento da prisão de Arilson Strapasson; Lula chega ao estado sob ‘esquema especial’ de segurança

Foto: EVARISTO SA / AFP
Apoie Siga-nos no

A Polícia Federal cumpre, nesta sexta-feira 4, dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao fazendeiro Arilson Strapasson, preso ontem após ameaças contra a vida do presidente Lula (PT). A operação ocorre no Pará, onde o petista desembarca na tarde desta sexta para participar da Cúpula da Amazônia.

De acordo com a corporação, os dois mandados “buscam levantar mais elementos de convicção acerca do cometimento de crimes”.

O homem foi preso enquanto comprava bebidas em uma loja. Na ocasião, teria dito que atiraria na barriga de Lula e questionado aos presentes onde o presidente se hospedaria na cidade, entre 4 e 7 de agosto, para a Cúpula da Amazônia no Pará.

Uma das testemunhas realizou uma denúncia logo após o episódio. À PF, o homem preso afirmou ter participado dos atos golpistas de 8 de Janeiro, em Brasília, e invadido o Salão Verde da Câmara dos Deputados.

Strapasson também já se envolveu com garimpo na região e confirmou ter passado 60 dias em manifestação golpista em frente ao 8º Batalhão de Engenharia de Construção em Santarém. Ele informou, ainda, ter doado mil reais todos os dias para os acampados.

Durante as diligências, os investigadores da PF encontraram um comprovante de compra e venda de um imóvel na região no valor de 2,5 milhões de reais.

Segundo a corporação, o fazendeiro responderá pelos crimes de ameaça e incitação de atentado contra autoridade por motivação política.

A operação desta sexta contra Strapasson ocorre ao mesmo tempo em que a PF fez buscas e apreensão em endereços ligados a um vigilante, em Belém. Neste caso, o homem publicou ameaças a Lula pelas redes sociais. Como, pela profissão que exerce, tem porte de armas, o entendimento é de que o caso fica agravado. A identidade do suspeito, neste caso, não foi revelada.

Segurança reforçada

Lula chega nesta sexta-feira ao Pará e terá, segundo o governador Helder Barbalho (MDB), segurança reforçada. O político informou que mais de 400 agentes da PF, integrantes da Polícia Rodoviária Federal e policiais civis participarão de um ‘esquema especial’ de proteção ao petista e outras autoridades durante a Cúpula da Amazônia.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo