Economia

Para 75% dos brasileiros, Bolsonaro é o culpado pela inflação

Pesquisa Datafolha mostra que, a despeito do que diz o ex-capitão, população não acredita que responsabilidade da alta dos preços seja dos governadores ou consequência da guerra

Foto: EVARISTO SA / AFP
Foto: EVARISTO SA / AFP
Apoie Siga-nos no

A mais nova pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira 28, revelou que 75% dos brasileiros atribuem ao presidente Jair Bolsonaro (PL) a culpa pela alta dos preços no Brasil. O resultado mostra que os discursos do ex-capitão, que tenta jogar a responsabilidade para governadores e para o conflito no leste europeu, têm pouca aderência na população.

Ao todo, 36% indicam Bolsonaro como grande culpado pela inflação e outros 39% indicam que o ex-capitão teria apenas uma parcela da responsabilidade pelo descontrole nos preços. Só 21% dos entrevistados disseram acreditar que o presidente não tem qualquer responsabilidade sobre o tema.

O descontentamento na economia já havia sido identificado pela pesquisa Datafolha em setembro do ano passado.

Nem mesmo a base de apoio do presidente acredita que ele não tenha uma parcela de culpa sobre o descontrole da inflação no País. Ao todo, 75% dos eleitores declarados de Bolsonaro disseram que o ex-capitão tem ao menos um percentual de responsabilidade no tema.

A avaliação é compartilhada também por 72% do eleitorado evangélico, 75% dos eleitores do Centro-Oeste e 79% dos moradores da região Sul do Brasil. Todos os segmentos integram boa parte da base de apoio do atual presidente.

Para chegar aos resultados, o instituto entrevistou 2.556 eleitores. A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais.

Inflação

O descontentamento sobre o descontrole de preços no Brasil não é injustificado. Em 12 meses, o País registrou alta de 10,54% no IPCA, sendo 1,01% só no último mês de fevereiro. O resultado é o pior para o mês desde 2015 e coloca o Brasil entre os três piores desempenhos do G20.

Itens básicos como combustíveis e alimentos foram os que mais subiram, tornando o impacto ainda mais significativo para a rotina da população brasileira. Cenoura, café moído e açúcar refinado são alguns dos itens rotineiros que integram a lista de principais vilões da inflação no período.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.