Moraes pede informações sobre a saúde de Roberto Jefferson

O ex-deputado está preso por incitar atos de violência contra ministros do STF desde 13 de agosto

O presidente do PTB, Roberto Jefferson. Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente do PTB, Roberto Jefferson. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Justiça,Política

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, pediu informações ao hospital do complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, sobre o estado de saúde do ex-deputado Roberto Jefferson.

O presidente do PTB, que está preso desde 13 de agosto por incitar atos de violência contra ministros da Suprema Corte, requisitou a transferência para um hospital particular depois de passar mal. Segundo a defesa do dirigente partidário, ele corre risco de morte.

Na terça-feira 31, Moraes negou a transição de regime prisional para o regime domiciliar por entender que a defesa não havia apresentado laudos que justificassem a condição de saúde de Jefferson. 

“Não há quaisquer provas conclusivas sobre a condição de saúde do custodiado, que até a data da prisão exercia plenamente a presidência de partido político, realizando atividade política intensa – sem respeitar qualquer isolamento social –, inclusive com diversas visitas em gabinetes em Brasília, distante de sua residência no interior do Estado do Rio de Janeiro; a demonstrar sua aptidão física para viagens de longa distância”, afirma trecho da decisão. 

 

 

O ministro afirmou ainda que o político “postava em suas redes sociais vídeos atacando os Poderes da República e o Estado Democrático de Direito, sendo que, em muitas ocasiões portava armas de fogo, praticando tiro ao alvo” e que “didática e criminosamente” tentava ensinar as pessoas a agredir agentes públicos.

“Em nenhum desses momentos, demonstrou qualquer debilidade física que o impedisse da prática de seus afazeres diários. Tais alegações somente surgiram, coincidentemente, após a decretação de sua prisão preventiva e a notícia do oferecimento da denúncia pela Procuradoria Geral da República”, afirmou o magistrado.

Nas redes sociais, a filha do pedetista, a ex-deputada Cristiane Brasil, tem afirmado que o pai corre risco e pede ajuda ao presidente Jair Bolsonaro e aliados para tirar Roberto Jefferson da prisão. 

Em nota, o PTB disse que o político foi diagnosticado esta semana com pielonefrite aguda bilateral, uma infecção que atinge os rins.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem