Política

Lula é o maior canalha do país, diz Perillo

Governador de Goiás reafirma que avisou Lula sobre a existência do “mensalão”

Perillo discursa na convenção nacional tucana, em Brasília
Apoie Siga-nos no

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), fez neste sábado 17, durante a convenção nacional dos tucanos, em Brasília, um dos ataques mais duros ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em muito tempo. Segundo Perillo, Lula é “o maior canalha” do Brasil.

Perillo afirmou que o governo federal tem pressionado a oposição e tentado impedir o diálogo democrático. O governador goiano disse que será um “soldado” na campanha presidencial do senador Aécio Neves (MG), eleito presidente do PSDB neste sábado, e afirmou que o ajudará a chegar ao Planalto. “Nunca foi tão difícil fazer oposição ao maior canalha deste país”, afirmou Perillo, tirando sorrisos constrangidos de Aécio.

Perillo voltou a afirmar que, em 2005, avisou ao então presidente Lula sobre a suposta existência de um esquema de pagamento de propina a parlamentares da base aliada, que seria o “mensalão”. A partir dali, disse Perillo, passou a ser perseguido “por aquele canalha”. O tucano disse não ter receio de sofrer represálias e ter dificuldade para governar o Estado. “Mais retaliado do que já fui não tem jeito”, disse.

Na eleição deste sábado, além do novo presidente tucano serão escolhidos 236 nomes para o Diretório Nacional. O voto na convenção é secreto e apenas os filiados há pelo menos seis meses antes da realização da convenção podem votar.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.