“Existem preconceitos que são benéficos”, defende deputado do PSL

A afirmação do deputado Marcio Gualberto aconteceu em uma sessão que debatia sobre direitos LGBTs

“Existem preconceitos que são benéficos”, defende deputado do PSL

Política

Na última quinta-feira 1, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, os deputados debatiam a concessão do Prêmio Cidadania, Direito e Respeito à Diversidade para o grupo Arco-Íris, que defende os direitos da população LGBT no estado.

O deputado do partido de Jair Bolsonaro,  Marcio Gualberto, fez o uso de sua palavra para defender a descriminação contra a população LGBT.  “Eu preciso dizer que nem todo preconceito, como nem toda discriminação é maléfica. Precisamos derrubar esses tabus. Existem preconceitos e discriminações que são benéficos”, afirmou o parlamentar sem exemplificar em quais casos isso seria algo positivo.

O deputado também defendeu a agenda conservadora que vem sendo colocada em prática no Brasil. “Nossa sociedade, graças a Deus, é conservadora mesmo. E que seja conservadora cada vez mais. Porque ser conservador significa querer a manutenção do que deu certo”.

Gualberto se declara negro, mas é contra a bandeira do movimento. Em outras situações, o parlamentar fez o uso da palavra para atacar ativistas que protestavam na ALERJ o qual o deputado classificou como vandalismo.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem