Coronel cearense convoca bolsonaristas a ‘adentrar STF e Congresso’ no 7 de Setembro

O bombeiro militar da reserva Davi Azim afirma que 'amedrontar' o Judiciário e o Legislativo já não é suficiente

Coronel da reserva do Corpo de Bombeiros no Ceará Davi Azim

Coronel da reserva do Corpo de Bombeiros no Ceará Davi Azim

Política

O coronel da reserva do Corpo de Bombeiros no Ceará Davi Azim, apoiador do presidente Jair Bolsonaro, divulgou nesta segunda-feira 23, vídeo convocando caminhoneiros, ruralistas e “todos que estarão em Brasília” para manifestação a favor do governo no feriado da Independência, dia 7 de setembro.

No vídeo, Azim cita o cantor Sérgio Reis e propõe que os participantes do ato invadam o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional.

“Ninguém pode ir a Brasília simplesmente para passear, balançar bandeirinhas e tão pouco ficarmos somente acampado […] Como todos devem saber, nós teremos vários reservistas lá e R2, pessoas que têm conhecimento de como podemos fazer formações de grupamento para nos organizamos e adentrarmos ao STF e ao Congresso”, diz no vídeo.

Segundo ele, “amedrontar” os órgãos do Judiciário e Legislativo não é mais suficiente. “Gente, chega de nós estarmos apenas amedrontando porque eles não estão conseguindo sequer ficar com isso [medo]. O único momento que eles tiveram medo foi quando os blindados pararam defronte ao Planalto”, afirmou.

O coronel da reserva declarou ainda afirma que o ato será pacífico, no entanto, “caso haja reações, vamos ter que enfrentar”. O coronel também ressalta a “formação paramilitar” de alguns dos participantes.

A declaração de Davi Azim vem ao encontro das convocações de outros policiais bolsonaristas, que também publicaram vídeos e mensagens semelhantes. Para além das manifestações pro-governo marcadas para a data, atos contra o governo também estão sendo organizados por todo o País.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem