Carlos Neder, médico e fundador do PT, morre de Covid-19 em São Paulo

Neder estava internado no hospital São Camilo, em São Paulo, desde 8 de agosto devido à doença

Carlos Neder, médico e fundador do PT, morre de Covid-19 em São Paulo. Foto: Reprodução

Carlos Neder, médico e fundador do PT, morre de Covid-19 em São Paulo. Foto: Reprodução

Política

Carlos Neder, médico e fundador do PT, morreu na noite da sexta-feira 24 após complicações decorrente da Covid-19. Neder estava internado no hospital São Camilo, em São Paulo, desde 8 de agosto devido à doença.

 

Em nota oficial, o Coletivo Cidadania Ativa, do qual o médico fazia parte, confirmou a morte. Na mensagem, o coletivo destaca que Neder “trilhou um caminho de lutas e sonhos” e “deixou seu legado na história do Estado de São Paulo, defendendo a educação a ciência e a reforma agrária popular”.

O coletivo informou ainda que não haverá velório do líder político devido à pandemia. “Que nossos pensamentos de paz e gratidão alcancem todos os familiares e amigos”, concluiu.

Carlos Neder nasceu em Campo Grande (MS). Ele veio para São Paulo em 1970 e ingressou na Faculdade de Medicina da USP em 1973. Formou-se em 1979 e em agosto de 1980 assumiu como médico no Centro de Saúde de Cidade A. E. Carvalho, na zona leste da capital paulista. Em 1985 foi diretor de Planejamento do Módulo de Saúde de Itaquera. Convidado pela prefeita Luiza Erundina, foi chefe de gabinete (1989-1990) e secretário de saúde (1990-1992).

Neder foi eleito vereador pela primeira vez em 1996 e exerceu quatro mandatos na Câmara Municipal. Posteriormente, em 2005, assumiu pela primeira vez como deputado estadual, na condição de suplente em exercício, tendo sido reeleito para um terceiro mandato estadual na legislatura 2015-2018.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem