Política

Câmara analisa projeto que proíbe cliente de exigir que o entregador de aplicativo suba até o apartamento

Autores argumentam que a medida busca proteger a segurança e o bem-estar dos trabalhadores

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A Câmara dos Deputados analisa um projeto de lei que proíbe o cliente de exigir que o entregador de aplicativo entre em espaços de uso comum do condomínio ou suba até a porta do apartamento.

Segundo o texto, se o cliente for uma pessoa idosa, com deficiência ou com mobilidade reduzida, a entrega até a porta de sua unidade poderá ser acertada previamente, sem custo adicional, em comum acordo com o entregador ou com o auxílio dos funcionários do condomínio.

A proposta estabelece ser dever das plataformas informar aos clientes que os entregadores não são obrigados a entrar em espaços de uso comum ou ir até a porta de uma unidade condominial.

As empresas também deverão garantir meios para atender pessoas com mobilidade reduzida e oferecer orientação a entregadores vítimas de violência ou grave ameaça durante as entregas.

Treze deputados assinam o projeto. Eles argumentam que a medida busca proteger a segurança e o bem-estar dos trabalhadores, que desempenham suas atividades em condições especialmente vulneráveis.

A proposta tramita em caráter conclusivo – ou seja, não precisa passar pelo plenário. Ela será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor e de Constituição e Justiça.

(Com informações da Agência Câmara)

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo