Bolsonaro volta a criticar isolamento social ao anunciar que está com covid-19

Para o presidente, o vírus é como uma chuva e 'todo mundo uma hora será atingido'

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: AFP

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: AFP

Política

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira 07 que testou positivo para o novo coronavírus. Ao contar o resultado para a imprensa, o capitão voltou a criticar o isolamento social, que é a medida indicada pelas entidades de saúde no combate à pandemia do coronavírus.

“Temos que voltar a trabalhar, caso contrario, a economia pode nos colocar em uma situação muito mais complexa”, disse o presidente.

O Brasil tem 1 milhão e 600 mil casos confirmados da doença e 66 mil mortes. Mesmo assim, Bolsonaro disse que não muda seu entendimento e que o vírus é como uma chuva, que todo mundo uma hora será atingido.

“Confesso que achei que havia pegado lá atrás, tendo em vista que eu sou presidente e não fujo”, justificou Bolsonaro. Ele confirmou que está usando cloroquina.

Uma pesquisa espanhola, publicada nesta segunda-feira 6, indica que imunidade ‘de rebanho’ natural contra covid-19 é algo inviável, indo contra o que o presidente defende.

Algo que também já foi desmitificado pela ciência é o fato de que o vírus não resiste a ambientes quentes. Mas Bolsonaro insiste que o Brasil é um país tropical e que aqui o efeito não é tão grave, mesmo o país sendo o 2º mais atingido no mundo. ” O vírus se da melhor nos climas mais frios”, diz.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem