Bolsonaro posta vídeo tomando hidroxicloroquina, mesmo sem eficácia comprovada contra covid-19

'Eu confio na hidroxicloroquina. E você?', diz presidente, que confirmou infecção por coronavírus

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

Política

O presidente Jair Bolsonaro divulgou um vídeo em que toma uma dose da hidroxicloroquina, remédio que não tem eficácia comprovada cientificamente contra a covid-19. A publicação ocorre após o chefe do Palácio do Planalto anunciar que está com a doença, nesta terça-feira 7.

Na legenda da publicação, Bolsonaro escreveu: “Eu tomei a hidroxicloroquina e estou me sentindo muito bem. Uma boa tarde a todos”. Na filmagem, ele aparece sentado à mesa e afirma que toma a 3ª dose do medicamento.

“Estou me sentindo muito bem, estava mais ou menos no domingo, mal na segunda-feira, hoje, terça, estou muito melhor do que sábado. Então, com toda a certeza, está dando certo. Sabemos que existem outros remédios que podem ajudar a combater o coronavírus, sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada. Mas, mais uma pessoa que está dando certa. Então, eu confio na hidroxicloroquina. E você?”, disse.

Pouco antes de Bolsonaro divulgar o vídeo, seu próprio ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, alertou para a falta de evidências sobre a eficácia da substância.

Em 17 de junho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) cancelou definitivamente os testes com o medicamento, alegando que os ensaios sugerem que a hidroxicloroquina não reduz a mortalidade, quando comparada com o padrão de tratamento em pacientes hospitalizados.

– Eu tomei a Hidroxicloroquina e estou me sentindo muito bem.- Uma boa tarde a todos.

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Tuesday, July 7, 2020

Figuras da oposição protestaram contra a propaganda de Bolsonaro ao remédio sem eficácia comprovada. O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) escreveu que “até doente Bolsonaro sabota o combate à pandemia”. O senador Humberto Costa (PT-PE) publicou que “na doença, o presidente aproveita para fazer política, é triste”.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem